Médico é investigado pela polícia após ser denunciado por espancar namorada e ameaçar matar a filha dela em MT

Compartilhe

A vítima procurou a polícia para registrar boletim de ocorrência.

Médico Emilson Miranda Júnior, de 30 anos, já é réu em um processo por agressão. — Foto: Arquivo Pessoal

Médico Emilson Miranda Júnior, de 30 anos, já é réu em um processo por agressão. — Foto: Arquivo Pessoal

Uma empresária de 39 anos registrou um boletim de ocorrência acusando o namorado, o médico Emilson Miranda Júnior, de 30 anos, de agredi-la com socos e chutes e ameaçar cortar a filha dela “em mil pedaços” nessa quinta-feira (14), em Cuiabá.

G1 ligou para o médico, mas ele não atendeu os telefonemas. A defesa dele não foi localizada.

Ela relatou aos policiais que estava na casa do namorado quando começaram a discutir. Logo em seguida, segundo ela, o médico teria dado vários socos na cabeça e na boca dela, além de puxões de cabelo e tapas.

O médico teria falado ainda que se ela contasse para o ex-marido, que é juiz da Vara Especializada de Violência Doméstica, iria matá-la e cortar a filha dela “em mil pedaços”.

A empresária teria conseguido sair do quarto e ido para a cozinha, onde estava a mãe do médico. Ela abriu a porta e ajudou a namorada do filho a fugir para a casa de um vizinho.

A Polícia Civil investiga o caso.

Em 2017, o médico foi acusado de agredir uma professora, que na época era namorada dele. Ela também procurou a polícia e ele foi ouvido e liberado em seguida.

Ele se tornou réu após a Justiça aceitar a denúncia feita pelo Ministério Público Estadual (MPE) e responde ao processo em liberdade.

FONTE: g1.globo.com/mt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.