Delegado que descobriu assassinos de Marielle vai investigar milícias no RJ

Compartilhe

Reprodução/TV GloboGiniton Lajes comandou a primeira fase das investigações envolvendo o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes

O delegado que foi um dos principais responsáveis pelas investigações do caso Marielle Franco agora é o titular de uma das principais delegacias do Rio de Janeiro — a 16ª DP que fica na Barra da Tijuca.

Giniton Lajes vai assumir depois que a então titular Adriana Belém pediu exoneração do cargo. Na véspera seu braço direito, o policial civil Jorge Luiz Alves, foi preso em uma grande operação da Polícia e do MP contra uma milícia que atua nas comunidades de Rio das Pedras e Muzema.

A 16ª DP está a frente das investigações em torno da queda de dois prédios da milícia na região da Muzema em outubro de 2019 — tragédia que vitimou mais de 20 pessoas.

Na operação desta semana, 33 pessoas foram presas. Seis delas eram policiais militares e três civis.

Giniton Lajes comandou a primeira fase das investigações envolvendo o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes em março de 2018. Foi ele que levou à prisão o ex-policial militar Élcio Queiroz e o PM da reserva Ronnie Lessa.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga