Atlético de Madri também reduz salário dos jogadores em 70% durante pandemia

Compartilhe

EFE/Julio MuñozJogadores do Atlético de Madri se abraçam durante partida

Assim como o Barcelona, o Atlético de Madri também irá reduzir o salário dos seus jogadores em 70% durante a pandemia de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. A medida foi anunciada pelo clube nesta quinta-feira (2), através de comunicado oficial.

“O processo significará uma redução de 70% nos salários dos técnicos e jogadores do primeiro time masculino, do primeiro time feminino e do Atlético de Madrid B, enquanto durar a declaração do estado de Alarme”, explicou.

A medida, de acordo com a diretoria “Colchonera”, visa manter o salário de mais de 430 funcionários ligados ao Atlético de Madri.

“Desde o início, o objetivo do clube, ao estudar possíveis medidas para lidar com essa situação delicada, foi minimizar o máximo possível o efeito sobre os salários de seus funcionários. O acordo alcançado com a primeira equipe também permitirá complementar o salário de 430 funcionários afetados, um complemento do qual são excluídos apenas jogadores e técnicos de equipes profissionais”, informou.

“Para tornar isso possível, a primeira equipe contribuirá com metade da quantia necessária e os membros do Comitê de Gestão do clube, compostos pelo CEO e pelos diretores das diferentes áreas, a outra metade”, completou.